sexta-feira, 5 de novembro de 2010

and now?

/Listening: Ney Matogrosso - Poema

Se tem uma coisa que me perturba profundamente, é a tal da insônia sem razão aparente. And now, eu estou sofrendo disso. Estou em casa, estou sozinha, e estou sem sono! Ora ora ora, fazia alguns meses que eu não sabia o que era perder o sono desse jeito. Geralmente perco o sono por conta de coisas banais (e olhe que é dificilimo eu perdê-lo) como o fato de eu ser cagona e ter medo de coisas sobrenaturais (se eu vejo algo que me assusta então...) Mas acho que hoje eu estou somente empolgada por algo que também não sei o que é, e isso acabou por me deixar acordada, mas vamos escrever mais um pouquinho para ver se o sono chega.
Durante algum tempo eu fico tentando procurar saber o que realmente me da prazer, algum hobby, algo que eu realmente gosto de fazer para passar o tempo e sabe a que conclusão cheguei? A internet mesmo! Mas observei que grande parte do meu tempo dedicado à isso, eu gasto principalmente procurando e buscando vídeos interessantes no youtube. E olhe, tenho achado muitas coisas interessantes, mas as que mais me chamam atenção são as nostalgicas, como clipes de músicas, tanto os que foram de minha época quanto os que não foram, admiro todos, os da minha época, por trazerem diversas lembranças boas, e os que não são da minha época por me fazerem sentir saudades de coisas que nem sequer vivi. Acho fantástico poder ter esse acesso a tantas coisas. 

Falando em lembranças boas, recordo que tive muitas, tenho uma vida a qual nunca vou poder reclamar de nada, tive uma infância feliz, normal como a maioria das pessoas da minha idade. Acho que devido a algumas coisas que vivi, sou uma pessoa inteiramente livre de mágoa e rancor. Tive uma adolescência um pouco rebelde, mas cheguei até aqui, e daqui por diante, eu não sei como me classificar e tampouco sei o que será da minha vida amanhã. 
Uma das coisas que me fazem pensar e lamentar como as coisas são agora é a saudade acumulada e a distância. A distância misturada com a incerteza do amanhã e a certeza da perda de algumas considerações, por algumas vezes eu duvido do amor fraterno que dizem sentir, por outras vezes vejo a minha vida caminhando a cada dia e vejo o quanto o livre arbítrio é necessário para se aprender a viver. Do quanto precisamos ter coragem a arriscar a ter uma nova vida. Nunca achei legal condenar ninguém, mas por diversas vezes julguei, sem querer admitir que a minha condenação no fundo nada mais é do que a saudade disfarçada em forma de revolta. E por tantas vezes me perguntar do por que as coisas serem assim, da relevância da minha presença na vida de uma das pessoas que mais significam pra mim. No fim eu sei que estarei sozinha, e será preciso contar apenas comigo mesma a essas alturas do campeonato. Por isso, mais do que nunca, preciso fazer as coisas de forma correta. Ora lembro, ora tento esquecer.
Mas como esquecer? Se ao me olhar no espelho, eu vejo sua face, ao olhar para minhas mãos digitando nesse momento, vejo suas mãos delineadas nas minhas, o mesmo formato, as mesmas pintas espalhadas pelo rosto, o mesmo tom de cabelo, os mesmos costumes e hábitos. Faz falta, e dói... dói demais estar separado de alguém que sempre foi essencial e indispensável pra você. 





Pois é Dona Marize, não sei se algum dia você chegue a ler isso, mas quero deixar explícito aqui o quanto eu te amo e quanta falta você me faz mãe...

Boa noite!
Ney Matogrosso - Poema
Eu hoje tive um pesadelo e levantei atento, a tempo
Eu acordei com medo e procurei no escuro
Alguém com seu carinho e lembrei de um tempo
Porque o passado me traz uma lembrança
Do tempo que eu era criança
E o medo era motivo de choro
Desculpa pra um abraço ou um consolo
Hoje eu acordei com medo mas não chorei
Nem reclamei abrigo
Do escuro eu via um infinito sem presente
Passado ou futuro
Senti um abraço forte, já não era medo
Era uma coisa sua que ficou em mim, que não tem fim
De repente a gente vê que perdeu
Ou está perdendo alguma coisa
Morna e ingênua
Que vai ficando no caminho
Que é escuro e frio mas também bonito
Porque é iluminado
Pela beleza do que aconteceu
Há minutos atrás

2 comentários:

Adélia Lopes disse...

Lindo demais! Adoro Ney!

Obrigada pela visita e por contribuir com seus comentários!! E como faço pra te seguir hein??

Beijokas
Coração Peludo

Ana Rita disse...

Com toda certeza, em algum lugar ela esta lendo e se orgulhando do que se tornou.
Parabéns pelo post....Me deu um ânimo a mais depois de ler, muito obrigada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...