sábado, 26 de novembro de 2011

A vida e ortografia

Acho que me inspirei um pouco para escrever, ouvindo uma música nova de uma banda até então, desconhecida para mim, Spacehog - The mean time gostei bastante da música, e cá estou para confabular com os meus botões e com os de quem aqui visitar.

Quem nunca ouviu os mais velhos: "Aproveite esse tempo de agora, porque depois dos 18, a vida corre!"
O engraçado é que nunca damos valor à esse tipo de aviso e acabamos fazendo tudo atravessado para nossa desordem! Eles nos dizem pra aproveitar, mas nunca disseram o que isso realmente significa.
Acredito eu, que esse aproveitar tem a ver com fazer as coisas próprias da idade, curtir mesmo, sei lá. Descobri essa semana, que o entendimento varia de acordo com as vírgulas (depois eu explico isso). Mas nesse raciocínio meio infame entre vírgulas, eu paro para indagar: Onde estão as vírgulas em nossas vidas? Difícil não é mesmo? No fundo sabemos até onde deve ir cada parágrafo, cada linha, cada vírgula, mas nunca sabemos onde e quando colocamos o tal do ponto final. Levamos algumas situações na base do etc., e nunca sabemos onde fica o bendito do ponto final.
E ai? Quantas situações mereceram um ponto final na sua vida? É interessante também, prestar atenção em  que ou para quem estamos dando um ponto final, para que não haja arrependimentos, apesar que tem aqueles, que não merecem se quer, uma onomatopéia!
Voltando ao ponto final,  não quero que o entendam mal, como o ponto em que termina tudo. Ele existe para todos. Mas muitos dos que precisamos em nossa caminhada, é aquele para mudar alguma história ou alguma fase, que por diversas razões não se pode continuar.
Sou da opinião de que os parágrafos não podem ser muito grandes, e devem ser claros e objetivos.
Há quem viva entre reticências, adiando tudo o que lhes faz mal, há quem coloque seu ponto final a cada linha, a cada noite, a cada desilusão. E no mesmo esquema das reticências, as aspas também confundem, pois nunca sabemos as ironias por detrás delas...
O lado bom? Pode-se sempre começar um parágrafo novo, embora não possamos apagar o que já foi escrito.
As exclamações são motivadoras! São elas que motivam as reações, as emoções, as que fazem nossa história correr e os caminhos serem mudados de repente. Mas acredito que antes do ponto final definitivo, muitas coisas poderão acontecer, e podemos esperar cada vírgula, cada ponto e cada exclamação, da melhor maneira possível, e quem sabe até compreender o que significa o aproveitar bem esse tempo.

"O entendimento varia de acordo as vírgulas"

Um comentário:

Coração Peludo disse...

Muito bom!!!!! beijokas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...